Mudar? Mudar como?

Mudar? Mudar como?

Tu tens dentro de ti a capacidade de mudar, melhorar e evoluir. Mas como é que estas transformações se tornam consistentes, efetivas e duradouras?

Na vida existem 3 estágios de mudança diferentes:

1. Mudar em relação a uma situação ou desafio;
2. Mudar em relação a uma área específica;
3. Mudar globalmente e conscientemente de paradigma.

No primeiro estágio existe mudança, mas esta mudança é temporária e específica para vencer ou superar uma determinada situação ou desafio que se tem pela frente. Porém, passado algum tempo a vida volta a ser exatamente como era antes.

No segundo estágio a mudança é sentida numa determinada área, ou seja, geralmente apenas se altera parte do comportamento para alcançar algo específico.

No terceiro estágio encontrasse a verdadeira mudança. A mudança profunda da forma como se encara o mundo e a realidade. Neste estágio não se trata de desenvolver uma capacidade ou mudar um comportamento, mas sim mudar o “eu interior”.

Basicamente o primeiro e o segundo estágio criam-se e desenvolvem-se através de técnicas ou estratégias que levam à superação do desafio ou à mudança. Mas quando alguém quer mudar de vida tem de ir mais longe…

O terceiro estágio é a mudança efetiva da forma como se vê e sente o que nos rodeia. É uma mudança global, consistente e duradoura do “eu interior” e só resulta quando é aplicada de dentro (eu interior) para  fora (eu exterior).

Este tipo de mudança é aplicada na raiz da questão, a sua resolução é exponencial e ilumina todos os outros desafios que se tem na vida. Não é um processo rápido, mas ajuda a consciencializar a mudança essencial que se tem a fazer.

Por exemplo, imagina que queres ganhar mais dinheiro com o teu emprego ou com a tua empresa:

• Solução do estágio 1 – procurar um melhor emprego ou uma melhor área de negócio;

• Solução do estágio 2 – ler alguns livros sobre como aumentar as vendas, ser mais produtivo, liderar melhor ou como inovar;

• Solução do estágio 3 – perceber e estudar o que está a levar à falta de resultados, criar soluções e mudar de perspetiva ou forma de ver o mundo.

Qual será a solução que resolverá efetivamente o desafio a longo prazo e em situações futuras?

Tenho a certeza que a tua opção é o terceiro estágio.

O medo da mudança e do desconhecido leva muitas vezes a tratar o que há a mudar apenas de forma superficial, quando o que há para resolver é interior.

Tentar mudar de vida apenas com base em técnicas ou estratégias dificilmente leva a uma mudança duradoura e eficaz.

Lutar apenas contra o que não queres, não vai criar o que tu queres. É preciso primeiro mudar o teu “eu interior” para depois mudar tudo o resto “sem dor”.

Abraço e tem um dia fantástico 😉

Deixa o teu comentário!

comentários