Não alimentes o teu medo!

Não alimentes o teu medo!

Se deixares que o medo do fracasso, da rejeição, da perda, da doença ou do “não” se apodere da tua mente e decida a tua vida por ti, estás a alimentar esse mesmo medo dentro de ti.

Quando tens medo de alguma coisa o teu cérebro começa a imaginar… e essa coisa tende a torna-se pior ou maior do que aquilo que é na realidade, ou seja, estás a alimentar o medo e a torna-lo ainda mais forte.

Faz estas duas perguntas a ti próprio:

“Se enfrentar o meu medo qual é a pior coisa que me pode acontecer?”

A resposta costuma ser sempre muito esclarecedora e na maior parte das vezes só leva a descobrir que não há razões para ter medo.

“Como é que me posso livrar do meu medo?”

Simples. Enfrenta o teu medo e ele começa a perder a sua força até desaparecer.

Os teus medos não devem servir para te parar, mas sim para te ajudar a seguir em frente com mais cuidado.

Ouve os teus medos, olha para eles de frente e se tiveres duas alternativas escolhe aquela que te meter mais medo.

Um abraço e avança 😉

Deixa o teu comentário!

comentários