O Sonho de Jogar um dia!

O Sonho de Jogar um dia!

Conta a história que uma criança vivia apenas com o pai e que ambos tinham uma relação de amizade muito especial.

O pequeno rapaz pertencia à equipa de basquetebol da escola, mas normalmente não tinha oportunidade de jogar, ou melhor, nunca tinha jogado em nenhum jogo. Mesmo sabendo que o seu filho não jogava, o pai permanecia sempre na bancada a ver os jogos da equipa.

Quando o rapaz passou para a escola secundária, continuava a ser o jogador mais baixo e frágil da equipa, mas mesmo assim insistia em treinar todos os dias. Apesar de nunca ter jogado o seu pai continuava na bacada a ver os jogos e a incentivar o rapaz.

O rapaz adorava basquetebol e não faltava a nenhum jogo ou treino, estava comprometido consigo próprio e decidido a dar o seu melhor.

Os colegas de equipa chamavam-lhe o “aquecedor de bancos”, porque ele era sempre suplente e passava os jogos sentado no banco a ver os colegas a jogar. Mas mesmo assim, o seu pai continuava a ver os jogos na bancada incentivando o rapaz a lutar e a persistir por um lugar na equipa.

Quando o rapaz entrou na universidade, esforçou-se para entrar na equipa de basquetebol e todos diziam que não seria capaz, mas mesmo assim, o rapaz conseguiu entrar para a equipa.

O treinar disse-lhe que apenas o aceitou devido à sua dedicação e motivação para continuar a treinar. Ao que o rapaz agradeceu com um grande sorriso e um abraço.

O rapaz era muito persistente e apesar de nunca ter tido a oportunidade de jogar continuava a ir a todos os treinos e jogos.

Certo dia, enquanto o rapaz treinava, o treinador recebeu um telefonema, chamou o jovem rapaz e disse:

– Infelizmente tenho uma má notícia para te dar. O teu pai acaba de falecer. – disse o treinador.

O rapaz respirou fundo a tremer e disse ao treinador:

– Existe algum problema se eu faltar ao jogo de Sábado e aos próximos treinos?

Ao que o treinador abraçado ao rapaz respondeu:

– Não. Tira o resto da semana de folga e nem penses em vir ao próximo jogo. Descansa e se precisares de alguma coisa estaremos todos aqui para ajudar-te.

Chegou o Sábado da grande final e o jogo não estava a correr nada bem… a equipa estava a perder por 30 pontos quando o jovem rapaz apareceu, entrou no balneário e vestiu o equipamento em silêncio para o jogo, saiu do balneário e foi para o campo. Ao chegar ao banco o rapaz fez um pedido ao treinador:

– Deixe-me jogar treinador, por favor! Eu tenho de jogar hoje!

O treinador não tinha grande vontade de o deixar entrar, pois o rapaz era considerado o pior jogador da equipa, mas como o jogo já estava perdido e o rapaz pediu tanto que o treinador decidiu deixá-lo entrar.

– Ok rapaz! Podes entrar, o campo é todo teu!

Minutos depois do rapaz ter entrado, o treinador, os colegas de equipa e o público, não queriam acreditar no que viam, o pequeno rapaz que nunca tinha jogado em nenhum jogo, estava a ter uma prestação brilhante, ninguém o conseguia deter em campo e a equipa começava a recuperar rapidamente os pontos em desvantagem.

O jogo esteve empatado até aos últimos segundos do fim, mas quase mesmo a terminar o pequeno rapaz intercetou um passe, correu pelo campo todo e marcou os 2 pontos que deram a vitória à equipa.

O público, os colegas de equipa e o treinador emocionaram-se de alegria e carregaram o rapaz pelo campo a gritar “Campeões! Campeões! Campeões!”.

Finalmente, quando tudo terminou, o treinador notou que o rapaz se tinha afastado dos colegas e estava sentado em silêncio no chão. O treinador sentou-se ao pé do rapaz e disse:

– Quase que não acredito! Tu foste fantástico! Deste a vitória à equipa! Como é que conseguiste!?

Ao que o rapaz respondeu:

– Como sabe, o meu pai faleceu esta semana, mas o que poucos sabiam é que ele era cego e apesar de estar sempre na bancada a ver os jogos, ele só conseguia ouvir…

O rapaz olhou para o treinador a sorrir e ao mesmo tempo a chorar completou:

– Hoje foi o primeiro dia em que o meu pai pode realmente ver o meu jogo e eu quis mostrar-lhe como jogava bem!

Autor Desconhecido

O pequeno rapaz cumpriu o sonho de uma vida, mas na realidade o que ele precisava era apenas de uma oportunidade para mostrar o seu verdadeiro valor.

O treino, a persistência e a dedicação levam o ser humano a ultrapassar barreiras impensáveis e a alcançar vitórias muitas das vezes impossíveis para a maioria.

Nunca deves subestimar a coragem e a força que fazem mover montanhas, superar limites para alcançar sonhos.

Um abraço e tem um dia fantástico 😉

Deixa o teu comentário!

comentários