Os 6 Sábios Cegos e o Elefante

Os 6 Sábios Cegos e o Elefante

Numa aldeia viviam 6 sábios cegos que todas as pessoas da aldeia recorriam para pedir ajuda e conselhos.

Os 6 sábios cegos eram bastante amigos, mas existia uma certa rivalidade entre eles que os levava a discutir sobre qual dos seis seria o mais sábio.

Certo dia, depois de muito discutirem e não chegarem a nenhum conclusão sobre a verdade da vida, o sexto sábio ficou chateado e decidiu ir viver sozinho para uma montanha perto da aldeia.

– Somos cegos para que possamos ouvir e entender melhor as pessoas e em vez de aconselharem os mais necessitados vocês estão a discutir como se quisessem ganhar uma competição. Não aguento mais! Vou-me embora! – disse o sexto sábio.

No dia seguinte, chegou à aldeia um comerciante montado num elefante. Os sábios nunca tinham tocado num elefante e correram para a rua ao encontro dele.

O primeiro sábio apalpou a barriga do elefante e disse:

– Trata-se de um animal enorme e muito forte. Toco nos seus músculos e nada se move, parecem paredes!

Logo de seguida o segundo sábio ao tocar nas presas do elefante comentou:

– Que palermice! Este animal é pontiagudo como uma lança. É uma verdadeira arma de guerra!

O terceiro sábio ao tocar na tromba do elefante exclamou:

– Estão enganados! Este animal é parecido com uma serpente. Mas não morde, porque não tem dentes na boca!

Posto isto, o quarto sábio ao mexer nas orelhas do elefante comentou:

– Vocês os três estão malucos! Este animal é único e diferente de todos os outros. Os seus movimentos são calmos e o seu corpo parece uma cortina!

Pouco convencido, o quinto sábio toca na cauda do elefante respondeu irritado:

– Vocês os quatro estão completamente doidos! Este animal é parecido com uma rocha que tem uma corda presa no corpo, até me consigo pendurar nela!

E assim ficaram durante horas os 5 sábios cegos a discutir aos gritos.

O sexto sábio lá no cimo da montanha ouvia a discussão e decidiu descer para acalmar os ânimos dos colegas. Após chegar ao local pediu a uma criança que desenhasse no chão a figura do elefante.

Quando o sexto sábio tocou no desenho e sentiu os contornos do elefante percebeu que todos os outros sábios estavam certos e enganados ao mesmo tempo. O sexto sábio agradeceu à criança e pediu a atenção dos colegas:

– É assim que os homens se comportam perante a verdade. Agarram apenas numa parte, pensam que é o todo e discutem como tolos!

Autor Desconhecido

Felizmente ou infelizmente, cada um de nós vive numa realidade que é condicionada pela nossa percepção dos factos, por isso é muito importante saber ouvir mais e melhor, saber sentir, saber ler e saber ver o mundo que nos rodeia para que interpretemos o melhor possível aquilo que nos é transmitido.

Não te deixes iludir pelas primeiras impressões que condicionam a tua realidade e tua percepção dos factos. Explora, estuda, compreende e só depois partilha a tua opinião.

Um abraço e tem um dia fantástico 😉

Deixa o teu comentário!

comentários