Um Presente de Natal…

Um Presente de Natal…

Uma menina passeava na cidade à procura do presente prefeito para oferecer à sua irmã e ao passar numa ourivesaria ficou encantada com um colar que viu na montra. Entrou na loja para ver melhor…

– Olá senhor! – disse a menina em tom carinhoso.

– Olá querida! O que desejas? – perguntou o ourives.

– Pode mostrar-me aquele colar dourado com uma bolinha vermelha no meio? – perguntou a menina.

– Sim claro, é um colar em ouro com um rubi. – respondeu prontamente o ourives.

O ourives foi buscar o colar e apresentou-o à menina, perguntando em jeito de brincadeira:

– Que te parece? Gostas?

– Gosto muito! Pode embrulhar, por favor? – pediu gentilmente a menina.

O ourives olhou a sorrir para a menina e perguntou:

– Este colar é muito caro. Quanto dinheiro tens? A tua mãe sabe desta tua compra?

Sem hesitar, a menina tira a carteira do bolso e coloca sobre o balcão todas as moedas que tinha para pagar.

– Isto chega? – pergunta a menina.

O ourives sorriu, enquanto a menina acrescentou:

– Sabe, gostava muito de dar este presente à minha irmã mais velha. Desde que a nossa mãe morreu que ela é que cuida de nós e pouco ou nenhum tempo lhe resta para aproveitar.

– Compreendo! – respondeu comovido o ouvires.

– Juntei estas moedas durante o ano todo para poder comprar uma prenda de Natal para ela e tenho a certeza que ela vai ficar muito feliz. – disse a menina.

O homem foi para o interior da loja, colocou o colar numa pequena caixa, envolveu-a num papel vermelho e terminou com um lacinho verde à sua volta.

– Aqui tens! – disse o ourives.

– Obrigado! – respondeu a menina entregando todas as suas moedas ao ourives.

– Feliz Natal para a tua família! – disse o ourives a sorrir.

O dia de Natal passou e na manhã seguinte uma rapariga bonita entrava na ourivesaria.

– Olá! Em que posso ajudar? – perguntou o ourives.

– Este colar foi comprado aqui? – perguntou a rapariga com cara de poucos amigos.

– Foi sim! – respondeu o ourives com um sorriso.

– E quanto é que isto custou? – perguntou a rapariga.

– Não lhe posso dizer, esse é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente. – respondeu o ourives.

– Mas a minha irmã é tão pequena. Só tinha algumas moedas no seu mealheiro. Como é que ela conseguiu comprar um colar tão caro? – perguntou a rapariga.

O ourives olhou para a rapariga, pegou na caixinha, refez o embrulho com muito carinho e respondeu:

– A tua irmã pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar. Ela deu tudo o que tinha.

Um silêncio que expressava palavras entrou pela pequena loja enquanto a rapariga emocionada soltava algumas lágrimas. Agradeceu ao ourives, saiu da loja a correr e foi até casa dar um enorme abraço à sua pequena irmã.

Autor Desconhecido

A melhor prenda que podes dar aos outros, é sem dúvida o que de melhor existe em ti… abraços, amor, carinho e muitos sorrisos.

Já decidiste o que é que vais oferecer aos outros neste Natal?

Um abraço 😉

Deixa o teu comentário!

comentários